Sonhando com a piroca de um negão


Click to Download this video!

Conto Gay: Sonhando com a piroca de um negão

Meu amigo, é um texto longo mas para quem gosta desses assuntos sempre tira algo que acrescenta.

Eu tenho 35 anos, sou casado com uma bela loira um pouco mais velha que eu e nós damos muito bem, mas o casamento não deu conta de retirar da minha carne o sonho de cair nas garras de um negão, e tô escrevendo depois do acontecido. Um dia resolvi entrar em ação, peguei férias de minha empresa, minha mulher foi para uma viagem tradicional de um clube que ela faz parte e todo ano viajam só mulheres, então depois que ela foi, arrumei as malas e fui para uma capital do país, porque foi de lá que escolhi dois negões em um site, mas ainda não tinha marcado nada e devo dizer que nos últimos resquícios de força para ser hétero, tentei contato com várias garotas de programa, mandando mensagem, mas não tive retorno.

Cheguei no hotel e comecei tentar contato via mensagem com os negões, o que me desse o endereço primeiro era lá o destino do meu sonho, mas ninguém me respondia e eu só tinha dois dias para ficar na cidade, era tudo ou nada, então descrevi meu visual para os dois: “Olha, eu tenho 1,79m, 76 kg, pele branca, olhos verdes musgo, bastante cabelo castanho, playboy, lábios carnudos e sou um iniciante, você teria algum horário disponível hoje?”. Um me respondeu na hora e deu horário para as 22:00, pedi o endereço, ele me deu e meu coração quase saltou pela boca, mas já eram 21:15 e eu não tinha base da distância, sou de cidade pequena e respondi que poderia chegar um pouco atrasado.

Me preparei e fui atrás da minha sonhada foda

Corri para o banheiro ofegante, me preparei, saí, peguei um táxi e cheguei no horário, era um prédio chique, ele abriu a porta, me recebeu semi-nu, fixou os olhos em mim e me grudou em um banho de beijos, mas ele viu que eu estava tenso, começou a me abraçar e eu fui me soltando até que sentamos no sofá abraçados, corri minha boca timidamente pelo peito dele querendo ir mais pra baixo naquele negão malhado de 1,90m mais ou menos e uns 90 kg. Ele tirou minha camisa, baixei a cueca dele e vi aquele mastro quase totalmente duro, ele se levantou, tirou a cueca, deitou na cama e eu tirei a calça indo pra cima dele, então nos grudamos em um abraço e desci pra encharcar de saliva aquele membro viril com mais de 20 centímetros.

Comecei pelos testículos, molhava o lábio e massageava, depois fui subindo, molhando o tronco, mas deixando acumular bastante saliva jorrando na cabeça do negão, ofegante, mas quando mal passava a cabeça entre meus dentes, me afogava, até cansar dali a uns 20 minutos, ele notou, perguntou se eu estava cansado, falei que sim, ele levantou, pegou uma camisinha, falei que nunca tinha feito, ele disse: Não faz mal, vamos só brincar!

Deitou de volta, pediu para eu ir por cima, fui, ele passou um gel mas sem chance meus amigos, tentei alguns minutos, ali cansado, aí ele mandou deitar de costas, também não deu, mandou eu ficar de quatro, me puxou pelo quadril na beira da cama, aí não sei como que aguentei, ele me enterrou tudo depois de algumas tentativas, aquele negão tava afim de fazer o serviço completo e nem sabia se tinha entrado pouco ou pouquinho, é bem diferente de ver uma transa na internet, ainda mais a primeira vez, é um tanto estranho ao mesmo tempo. De repente senti uma leve batida quente na minha bunda, entendi que foi tudo e começou a aumentar o vai e vem, mas confesso que estava mais para dor do que pra tesão, quase desistia, era desconfortável, mas ele segurou firme no meu quadril, meteu e gozou em poucos minutos dando uma gemida e falando que eu era muito apertado.

Ficamos assim até fechar o tempo combinado, e assim foi minha primeira vez, então voltei para o hotel e não consegui dormir, como pegar no sono depois de um momento desses? fiquei olhando para o teto, ele me mandou três mensagens do tipo ” adorei você”, “vou te esperar” e apesar de rolar uma grana, se ele achou gostoso creio que ele queria que eu voltasse.

Fui no outro dia para rodoviária mas perdi o ônibus, então remarquei a viagem para o dia seguinte, aproveitei e lembrei do outro negão e fiquei pensando se era um melhor que o outro, mandei mensagem perguntando quanto ele cobrava para eu fazer uma massagem de língua no pau dele. Na hora do almoço recebi a mensagem de resposta, pedi o endereço, cheguei, era um prédio mais simples, bem diferente do outro. Ele abriu, mandou eu entrar e vi que era do mesmo perfil do outro negão, mandou eu ficar a vontade, foi tomar banho e quando voltou me agarrou, me encheu de beijos e me puxou naquele quarto pequeno de pobre, desarrumado. Ele de cueca branca com um grande volume me sentou na cama, tirei a cueca e caí de joelhos lubrificando aos poucos os testículos e juntando saliva até chegar na cabeça e jorrar naquele pau negro de 22cm.

Ele segurou firme meu cabelo fazendo seu pau entrar um pouco mais, mamei até cansar depois pedi pra sentar em cima, achei que conseguiria ser arrombado pelo outro, ele colocou a camisinha e lá fui eu, não conseguia nem com lubrificante, na verdade eu estava dolorido do negão de dois dias atrás, até que tivemos uma ideia de rebolar junto aí ele foi enterrando, foi tudo mas o vai e vem doía muito e falei que não dava para continuar, mas aquele negão me conquistou de início já, com seu jeito de macho.

Ele me enlaçou, foi deitando de lado comigo, fechou minhas pernas deixando só meu bumbum colado, um braço debaixo do meu pescoço e a outra mão no meu quadril, aí sim começaram as estocadas gostosas e ficamos ali um bom tempo, eu cravando minhas unhas no quadril dele, alcançando contra mim e ele me puxava pela nuca, me beijava até que me colocou de frango assado e mesmo eu sufocado pelos 95kg dele, ficamos um bom tempo assim, e por último ele deu um jeito de me fazer sentar. Nos levantamos, e ele mandou eu sentar em cima do pau dele, sentei devagar e senti a cabeça no meu ânus, firmei minhas mãos nos joelhos dele e fui rebolando e soltando o peso e foi entrando aquele diamante negro.

piroca

Comecei a cavalgar gostoso e minha bunda foi ficando mais empinada, pedi que quando gozasse colocasse dentro da minha boca, decidi que era hora dele tocar uma até gozar. Fiquei de joelhos, ele de pé em cima da cama, tocou e quando veio, meteu dentro da minha boca e senti aquele leite morno. Depois deitamos um pouco, eu no braço dele conversando como se fossemos velhos conhecidos. Já tinham passado das onze e meia da noite, voltei para o hotel e esperei o horário do ônibus. Escrevi esse relato um dia depois do ocorrido, enquanto espero minha mulher chegar da viagem. Se um dia descobrir que ela aprontou, não posso ser hipócrita de julgá-la depois de tudo o que fiz.

Posts relacionados

Dei pra dois coroas em troca de grana Dei pra dois coroas em troca de grana
Conto de Fetiche: Dei pra dois coroas em troca de grana Dei para dois coroas em troca de grana. Eu me chamo Ivana, tenho 22 anos, sou bronzeada, tenho 120 cm de bunda, seios médios e...
Leia completo
Meus amigos da faculdade me fizeram de putinha na festa Meus amigos da faculdade me fizeram de putinha na festa
Conto Heterossexual: Meus amigos da faculdade me fizeram de putinha na festa Meus amigos de faculdade me fizeram de putinha na festa. Oi, me chamo Alessandra, claro que é só um nome...
Leia completo
Perdi o cabaço com minha professora biologia Perdi o cabaço com minha professora biologia
Conto de Virgens: Perdi o cabaço com minha professora biologia Me chamo Robson e enviei esse relato pra contar essa experiência legal que eu tive com 18 anos quando eu estava cursando o...
Leia completo
Me apaixonei pelo pau do meu sobrinho Me apaixonei pelo pau do meu sobrinho
Conto de Incesto: Me apaixonei pelo pau do meu sobrinho Oi gente, me chamo Rosana, moro em São Paulo, tenho 50 anos de idade e sou uma coroa bem fogosa e isso piorou quando o meu esposo...
Leia completo
Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet. Um enorme acervo com diversos temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais! Caso tenha alguma contribuição, nos envie seu conto através do nosso link ENVIE SEU CONTO. Diversos contos de nosso site são retirados de outros sites. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em contato que removeremos imediatamente.
Contos Eróticos BR© 2015 / 2019 - Contos Eróticos BR Todos os direitos reservados.

Online porn video at mobile phone