Conto de Traição: Peguei minha esposa na orgia com os negões

Oi me chamo Paulo Neto e sou casado com uma bela loira de corpo escultural chamada Flávia e minha esposa sempre chamou atenção de todos os meus amigos e outros homens por onde passa, já que ela além de muito gostosa, adora usar roupas bem curtinhas para realçar as belas curvas e esses peitos gostosos de silicone, que fui eu que paguei, diga-se de passagem.

Nós temos uma vida financeira confortável e estamos a casa dos trinta anos. Eu sou um cara comum, não me classificaria como bonito, mas também não sou feio, sou meio parrudinho, branco, de cabelos pretos e minha mulher loira, mais alta que eu e muito safada.

Nossas fodas sempre foram muito quentes e minha mulher gostava de inovar e me contar suas fantasias. Sempre soube da vontade dela de dar para um cara negro, mas eu não sabia se a ideia de ser corno iria me agradar muito, então sempre resisti e levei na brincadeira.

Um dia tive que viajar por conta do meu trabalho como engenheiro e ia passar umas duas semanas no nordeste, deixando minha mulher completamente sozinha em nosso apartamento enquanto eu trabalhava feito condenado.
orgia
Sempre soube que ela era safada e fogosa, mas não imaginei que fosse virar o novo corno do pedaço, só que um dia quando cheguei em casa pronto para fazer uma surpresa, sem dizer quando voltaria, acabei tomando um baita susto quando encontrei minha mulher de quatro na cama chupando a rola de um negão, enquanto outro enrabava o cu dela e um terceiro ficava assistindo.

Peguei minha vadia no flagra dando pra os negões

Assim que me viram todos pararam com a maior cara de cu e ela com a maior cara de puta só disse que não sabia que eu ia aparecer.

Confesso que fui bem frouxo, tava afim de quebrar a cara dela mas por alguma razão fiquei de pica dura com aquela situação e disse que se era pra ser piranha e me fazer de corno, que fosse na minha frente e falei que ela continuasse e que eu também ia querer aproveitar.

Botei a pica pra fora, fiz aquela vadia chupar bem gostoso e empurrei fungo na garganta dela, até minhas bolas quase entrarem junto com meu pai e enquanto isso os caras voltaram a ficar a vontade, se masturbaram assistindo aquilo e isso me dava mais tesão ainda, então depois eu falei pra um deles meter no cuzinho dela e o outro na buceta, e minha gostosa ficou feito um sanduíche, sentada no pau de um e sendo enrabada por outro.

Lembro bem dela gemendo de tesão, gritando que tava gostoso, sendo fodida por eles mas com a mão no meu pau enquanto o outro negão filmava a foda toda pelo celular.

Nós três fizemos uma fila praticamente e íamos nos revezando pra foder minha mulher nessa suruba e depois de deixar o cu dela com um rombo enorme a buceta toda arregaçada, a gente gozou gostoso, cada um enchendo minha puta de porra e deixando ela pingando.

Foi surreal pra mim, parecia coisa que eu só tinha visto nos filmes pornô, mas a gente acabou adorando e eu passei a curtir cada vez mais ver minha mulher dando para outros negões. Se você também curte uma putaria com um casal entre em contato com a gente!