Motorista do uber traçou a passageira

Sou motorista de Uber, tenho 28 anos e depois que perdi o emprego, esse foi o meio que arrumei pra conseguir me manter. Casei faz pouco tempo, 1 ano só, minha esposa é linda mas também vive na correria e a gente só se vê a noite, bem cansados mesmo e o sexo foi ficando mais raro com toda essa crise financeira.

Eu sou um cara boa pinta, moreno claro, alto, cabelos bem cortados, corpo atlético e confesso que nesses meses como Uber consegui já rolou assédio de todo tipo, até homens assediando mas sempre me sai numa boa. Comecei rodando a noite antes de mudar para o dia nos fins de semana rolava muita doideira mesmo.

Um dia peguei um grupo de amigas numa balada e fui levando cada uma em sua casa. A última que ficou me disse que o nome dela era Fernanda, tava com um vestido curtinho bem justinho, um decote generoso e ainda tava linda toda maquiada mesmo pós balada. Ela começou a puxar papo comigo, disse que tinha 20 anos e tava comemorando o aniversário de uma amiga.

Ela foi bem invasiva até mas respondi numa boa, ela foi bem divertida. Falou que tinha namorado mas que o cara e ela não andavam bem, o namoro tava uma merda, e claramente disse que ele não fazia gostoso com ela, por isso ela tava caçando outros.

Eu ri pra ela já notando o que ela queria, perguntou se eu era casado, eu respondi que sim mas ela disse olhando pra mim que isso não era um problema. Sorri e de repente ela avançou mais.

-Te achei muito gato assim que vi sua foto no aplicativo, mas pessoalmente é melhor ainda…

-Opa, obrigado moça, você também é muito bonita.

Ela desceu a mão no meu pau e não aguentei de tesão

De repente senti sua mão escorregar pela minha coxa e senti que não ia aguentar aquela provocação e meu pau ficaria duro.

-Moça, tô trabalhando, não é apropriado isso, posso me complicar.

-Se depender de mim não vai ter complicação nenhuma, relaxa! se diverte um pouco.

Ela continuou me acariciando, não aguentei e meu pau fez um volume na calça que não passou despercebido por ela.

-Humm, parece que o menino acordou né? que delícia, tô louca para provar.

Nisso ela abriu o zíper, colocou meu pau pra fora e fez um elogio antes de chupar.

-Que pau lindo, grosso como eu gosto, vou chupar todinho.

Já foi caindo de boca na minha pica, dando uma mamada bem gostosa que me deixou com o maior tesão. A língua dessa gostosa era uma delícia, ela tem um jeito de putinha e toda hora chupava me olhando com aquele jeitinho de safada lambendo a cabecinha do meu pau, me deixando muito louco.

-Caralho que chupada gostosa, tenho que tomar cuidado pra não bater o carro aqui.

-Procura um lugarzinho reservado e dá uma parada aí.

-Vou ter que encerrar a corrida gata, vai ser muito estranho se eu não fizer isso.

Encerrei a corrida e procurei um cantinho pra ficar a vontade com ela. Na orla da cidade fui ali no estacionamento e parei o carro. Ela continuou chupando com mais vontade, caiu de boca, começou a mamar mais forte, parecia que aquela putinha ia esfolar meu pau.

-Você é gulosa né? que boquinha gostosa, engole mesmo minha pica sua cachorra, tô doido pra encher ela com meu leitinho.

Ela mamou pra cacete e de repente interrompeu com a desculpa de que não queria que eu gozasse logo. Ela disse que queria brincar comigo e que eu sentisse como ela tava molhada. A safada afastou a calcinha, levantou o vestido e de joelhos veio sentar no meu colo. Afastei o banco todo para trás e ela começou a roçar de leve a bucetinha na cabeça do meu pau.

Fiquei doido, tentava botar lá dentro mas ela não deixava, a safada queria só provocar e eu sem aguentar, precisava enfiar meu pau dentro dela.

Tirei seus peitos pra fora e comecei a mamar gostoso, que peitinho lindo todo rosadinho e bem durinho, fiquei doido, não tive dó, cai de boca até deixar marquinha.

-Que delícia você chupa tão gostoso, deixa marquinha vai.

E eu chupei com mais força e deixei marquinha nos peitinhos dela e babei todinho. Ela continuava roçando, até que peguei ela pela bunda e fui fazendo ela sentar pra se esfregar em mim. Minha pica tava super durona, ela se roçava gostoso, eu meti a mão, não aguentei e encaixei na entrada da sua xana. Ela deixou e enfiei meu pau e juntos soltamos um gemido de prazer.

-Muito apertadinha, cacete que gostoso. Quica essa buceta gostosa na minha pica.

Ela começou a rebolar devagar e logo iniciou uma quicada gostosa do caralho, eu apertando sua bunda gostosa, botando ela pra rebolar no meu colo, a putinha rebolou com vontade, melhor que filme pornô.

Ela gemia enquanto quicava na minha vara e eu beijava ela todinha, comecei a meter a mão no meio da gente e brinquei com seu grelinho gostoso.

Eu acabei fazendo ela gozar gostoso antes de mim e ela ficou impresionada com minha resistência, mas eu queria mais. Pedi pra ela ficar de quatro no banco de trás e soquei fundo em sua bucetinha gostosa. Ela só gemia e falava mil sacanagens gostosas.

Meu pau tava dolorido já e ela reclamou que tava toda arrombada e logo não aguentei, tirei fora e gozei em cima da bundinha da minha passageira gostosinha.

Levei ela de volta pra casa, troquei telefone com aquela doida e volta e meia quando ela vai sair eu acabo pegando ela de novo.

Categorias:

Fetiche