Fodendo as gêmeas do meu prédio


Click to Download this video!

Conto de Fetiche: Fodendo as gêmeas do meu prédio

Fodendo as gêmeas do meu prédio. Eu me chamo Ricardo e vou contar uma pra vocês viu? tem duas gêmeas que moram no meu prédio, que são gostosas pra caralho, até o porteiro daqui já falou que quebrou uma bronha pensando nelas. O nome das duas eu vou mudar, pra não dar muito na cara, vou chamar elas de Michele e Micaela. São morenas tipo panicat mesmo, cabelos levemente ondulados, corpão malhado, gostosas pra caralho mesmo.

Elas são bem famosinhas aqui na cidade, vivem indo em altas baladas e tem a maior fama de piranhas, mas eu morando no mesmo condomínio que elas a uns 3 anos, nunca vi nada de mais, sempre cumprimentei as duas numa boa, a gente morava no mesmo andar e elas dividem até hoje um apartamento no mesmo condomínio.

Um dia eu cheguei da balada meio bêbado, elas também tavam e a gente começou a conversar no corredor, até que elas perguntaram se eu queria tomar uma absolut com elas no ap, que a festa ainda não tinha terminado para as duas. Eu topei, todo animado imaginando que poderia rolar algo né?

A gente sentou na sala, eu no meio, elas cada uma do meu lado e rolou um bate papo gostoso. De repente uma delas foi até o quarto ligar para o namorado e eu fiquei conversando com a outra tempo suficiente pra rolar um clima e a gente começar a se beijar. Beijei a gostosa, comecei a passar a mão nas coxas dela, fui subindo mas ela deu uma de difícil e disse que não era assim e tal, mas eu sou insistente e logo tava com a mão na sua bucetinha.

Toquei sua bucetinha toda molhada

Ela tava toda molhadinha, eu fiquei de pau duro na hora e a gente começou a dar uns amassos gostosos. Peguei ela, coloquei no meu colo e como ela não disse nada, imaginei que não ia ter problema com a irmã dela. Então eu disse na lata que tava doido pra comer ela, a safada riu e disse:

– Vamos conhecer meu quarto. – Entrei e assim que ela fechou a porta, começamos a nos beijar de novo, eu pegando nos peitos dela, ela agarrando meu pau e batendo uma por cima da calça, até que ela se ajoelhou, botou minha pica pra fora e começou a chupar gostoso. Eu tava ali curtindo, ela me mamando e eu pegando naqueles peitões siliconados dela, quando escuto a porta abrir. Tomei um susto, era a irmã falando:

– Já começaram a putaria né seus safados? nem esperaram por mim. E de repente a outra veio, me beijou na boca e se ajoelhou junto com a irmã pra me chupar também. Parecia coisa de filme pornô, gostoso pra caralho. As duas me chuparam, começaram a tirar minha roupa, foram tirando as delas também e me empurraram pra cama.

Eu deitado lá de pau duro e elas vieram pra cima de mim. Uma já foi sentando a buceta na minha cara e a outra chupando meu cacete de novo. Eu recebia uma gulosa deliciosa e me acabava enfiando a língua na buceta daquela rabuda gostosa. Ela tava toda meladinha, deixou minha boca molhada com sua lubrificação.

A que tava me chupando sentou no meu colo e cavalgou sem dó de mim. Aquela safada sabia fuder gostoso. Continuei chupando aquela buceta greluda, fazendo movimentos circulares e a safada rebolando na minha boca bem gostoso. A irmã devassa pulavra no meu caralho, só faltava quebrar minha pica.

Depois ela levantou quando a irmã disse:
– Agora é minha vez Michele, deixa eu aproveitar essa pica também. E veio sentando. Cara, me deram uma canseira braba, agora tive que chupar a buceta da outra. Minha língua tava dormente, mas foi bom demais sentir a buceta das duas na minha língua.
gêmeas
A outra cavalgou um pouco e gozou rápido para minha surpresa, aí ela levantou, ficou de quatro e me pediu pra comer sua bucetinha de quatro. A irmã levantou meio contrariada mas deixou ela lá de quatro pronta pra me dar. Comi sua bucetinha, segurando ela pela cintura, e ela dizendo:

– Mete mais forte, soca essa pica na minha buceta vai – e enquanto eu comia, a sacana irmã dela tocava uma siririca olhando pra gente. Foi gostoso pra caralho, minha pica tava esfolada de tanto comer ela e ainda tive que comer a outra, mas a Michele foi mais safadinha e me deu o cuzinho. Meti naquele cu apertado, ela gemia, me chamava de cachorro, de safado e gozou gostoso também juntinho comigo.

Mano, essas duas putas me deixaram morto, e quando gozei ainda recebi outro boquetinho delas até meu pau subir novamente e eu ficar pronto pra arrombar as duas novamente, foi uma experiência boa do caralho que nunca vou esquecer com minhas vizinhas vadias.

Posts relacionados

Quando meu marido sai o porteiro vem me comer Quando meu marido sai o porteiro vem me comer
O corno saiu e o porteiro foi comer sua mulher Me chamo Beth, tenho 30 anos, casada com o Roberto a 5 e tenho um tesão enorme pelo porteiro do meu prédio, um cara bem mais novo...
Leia completo
Meu marido vacilou e virou corno no bairro Meu marido vacilou e virou corno no bairro
Contos de Traição: Meu marido vacilou e virou corno no bairro Me chamo Solange, tenho 31 anos, sou casada com o Alfredo, que virou corno e é mais conhecido como Fred, que tem 40. Meu...
Leia completo
Levei a minha namorada para o abate Levei a minha namorada para o abate
Contos de Traição: Levei a minha namorada para o abate Não se trata de uma história erótica produzida pela imaginação, mas sim de um relato detalhado e fiel do acontecido nesse...
Leia completo
Levando umas Palmadas Levando umas Palmadas
Família Sacana em: Levando umas Palmadas Neste episódio Levando umas Palmadas, Aninha está em frente de casa se amassando com seu namoradinho. Ela não percebe que seu pai está de...
Leia completo
Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet. Um enorme acervo com diversos temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais! Caso tenha alguma contribuição, nos envie seu conto através do nosso link ENVIE SEU CONTO. Diversos contos de nosso site são retirados de outros sites. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em contato que removeremos imediatamente.
Contos Eróticos BR© 2015 / 2019 - Contos Eróticos BR Todos os direitos reservados.

Online porn video at mobile phone