Fiquei vendo o pedreiro comer minha mulher


Fiquei vendo o pedreiro comer minha mulher

Comecei uma reforma lá em casa, contratei um pedreiro chamado Carlito, bem conhecido pelos meus vizinhos e bem recomendado. Não tenho nenhuma atração por homem, mas o cara é boa pinta, daquele tipo de homem rústico, corpo definido de tanto pegar saco de cimento e barba. Eu logo que contratei ele já sabia que era o tipo de homem que minha mulher adora. Ela se chama Alessandra, mais conhecida como Ale, minha mulher tem um salão de beleza aqui ao lado de casa, é loira de luzes, pele bronzeada, gostosa, rabuda, peituda, é toda cavalona e bem safada.

As trepadas que a gente dá são sempre uma delícia, ela adora dar o cuzinho, é o que ela mais gosta na cama. A gente casou tem 5 anos, e estamos começando a curtir algumas fantasias. No começo da relação a gente não tinha muita coragem de expor nossos desejos, mas depois a gente começou a conversar a respeito e comentei pra ela meu fetiche de transar com outra mulher e ver as duas se pegando na minha frente. A gente contratou uma garota de programa dessas de site, o nome era Ana Paula, uma morena linda, valeu a pena cada centavo pago. Marcamos com ela num motel, quando fui tomar um banho e voltei, as duas já estavam bem entrosadas.

Vi a garota de programa beijando minha mulher de um jeito gostoso, enfiando a língua na boca dela e uma estimulando a bucetinha da outra. Eu fiquei louco, meu pau ficou logo duro, pedi pra elas tirarem a calcinha e peladinhas elas continuaram se estimulando, as duas com a bucetinha bem molhada, um tesão da porra. Eu de pau duro tava tocando uma punheta e assistindo as duas ali na pegação enquanto eu curtia tudo cheio de desejo. Elas começaram a se chupar gostoso e olhavam pra mim com cara de safadas, cheguei pertinho e me masturbei em cima delas. As safadas então num meia nove bem gostoso gozaram, foi uma delícia ver minha mulher respirando forte, bem relaxada depois de receber um orgasmo gostoso.

Elas se levantaram e se revezaram chupando meu pau, as duas safadas tinham uma sintonia ótima nessa foda, parece que tinham combinado tudo o que faziam pra me deixar louco de tesão. Bom, elas começaram a me mamar, senti minha pica latejando na boca de uma enquanto a outra chupava meu saco todo, me lambia. Não demorou muito assim e gozei gostoso em cima das safadas, e olha que sempre fui resistente com relação a isso.

Bom, foi aí que nós dois tivemos certeza de que gostamos muito de realizar fantasias mais assim, digamos, liberais, mas eu tinha medo, confesso. Eu ficava imaginando se minha mulher pedisse pra eu deixar ela levar outro cara pra cama, isso me deixava nervoso. Pow, eu não queria ficar pelado com outro cara na minha cama e muito menos ver um marmanjo enfiando o pau na minha mulher, confesso que era um pensamento machista meu, mas vou contar como esse pensamento foi mudando. Bom, voltando a reforma, sempre soube que minha mulher gostava de homens rústicos e fiquei meio inseguro de contratar o pedreiro, mas achei besteira da minha parte, contratei o Carlito pra fazer uma reforma no banheiro aqui de casa, ele tinha um ajudante que não ficava tanto tempo quanto ele, o cara ia embora mais cedo e o Carlito ficava sempre fazendo mais alguma coisa pra adiantar o serviço.

Comecei a observar como minha mulher olhava pra ele, era toda prestativa, ele também encarava minha mulher com cara de safado. Ela é um tesão mesmo, não tem como um cara não ficar com tesão por ela. Ela fazia café da manhã pra ele, lanche, conversava com ele. Isso tudo na minha frente, imagina o que eles não conversavam quando eu ia para o trabalho? fiquei com ciúmes no começo mas depois comecei a sentir tesão no trabalho, imaginando que minha mulher tava com tesão pelo pedreiro ou até dando pra ele pelas minhas costas. Nesse dia mandei mensagem pra ela dizendo que tava com tesão e minha mulher demorou a responder, já pensei mil coisas e me masturbei pensando, precisava falar com ela.

Conversei com minha safada, ela disse que tava sentindo tesão pelo Carlito, que ia adorar fazer a três com ele, porque sentia uma vontade louca de ser comida por mim e por outro cara. Eu até então já estava bem a vontade com a situação, combinei da gente conversar com ele, mas a safada disse que já tinha dito ao Carlito sobre como se sentia atraída por ele, mas que não tinham feito nada, não sei se é verdade, mas na dúvida deixei pra lá. Com o passar dos dias ele ficou até tarde aqui em casa, minha mulher chamou ele pra tomar uma cervejinha com a gente e não sei como aconteceu, mas logo ela tava seduzindo nós dois e acabou chupando a rola dele bem na minha sala, na minha frente.

Senti tesão, fiquei de pau duro, comecei a punhetar e ela se revezou mamando nós dois. O cara só elogiava ela, dizia que ela era gostosa, chupava muito e isso me deixou muito excitado, saber que outro cara tava desejando foder a minha puta. A gente ficou ali com ela babando no cacete da gente, toda melada, bem gostosa. Depois ali no chão em cima do tapete ela deitou, ele empurrou o pau na sua boca enquanto eu chupava sua buceta. Ela tava bem melada, gemia alto feito puta, fazia cara de safada e não parava de mamar na rola dele.

A gente resolveu foder ela ali mesmo no tapete, eu deitei, ela veio por cima e ele no cu dela. Foi a primeira vez que minha mulher fez dupla penetração e ela se saiu muito bem já que a safada adora dar esse cuzinho gostoso que ela tem, com bastante vontade. O cara gemia também, ele arrombava o cu dela e eu sentindo sua buceta quente engolindo meu pau, ficamos ali, perdi a noção de tempo ouvindo ela gemer e suar em cima de mim. O pedreiro tem uma pica enorme e um saco gigante também, ele empurrava forte, as bolas batiam com força nela e minha mulher tava adorando tanto, ficou louca, falava mil putarias e pedia rola com mais força.

A gente socou tão forte que achei que meu pau ia quebrar, mas ela queria mais, ficamos na maior meteção gostosa, foi uma delícia de sacanagem quente, acabei gozando dentro da buceta dela e o Carlito na vez dele de gozar, jorrou seu leite nos peitos dela, deixando ela toda melada e arrombada depois de tanto ser fodida. Minha mulher ficou viciada na rola dele e foram acontecendo outras coisas que vou contar na segunda parte do meu relato.

pedreiro

Posts relacionados

Comendo a aluna da academia Comendo a aluna da academia
Comendo a aluna da academia Me chamo Leo, sou personal e sempre fui muito profissional no meu trabalho, mas na academia sempre tem uma aluna gostosa e a gente tem que resistir as...
Leia completo
Noite de putaria com casal de amigos Noite de putaria com casal de amigos
Eu me chamo Mário, tenho um casal de amigos que se chamam Juliana e Yago. Ela é bem gostosa, baixinha, 1,60 de altura, morena rabuda com cabelos na cintura, coxas grossas, cintura fina,...
Leia completo
Transei com minha irmã bêbada Transei com minha irmã bêbada
Contos de Incesto: Transei com minha irmã bêbada Transei com minha irmã bêbada. Me chamo Caio, tenho 23 anos e tenho um histórico com a minha irmã que é dois anos mais nova que eu,...
Leia completo
Quem arrombou minha buceta virgem foi meu avô Quem arrombou minha buceta virgem foi meu avô
Velhos com novinhas: Quem arrombou minha buceta virgem foi meu avô Quem arrombou minha buceta virgem foi meu avô Meu nome é Adélia, tenho 22 anos e vou contar como foi que perdi...
Leia completo
Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet. Um enorme acervo com diversos temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais! Caso tenha alguma contribuição, nos envie seu conto através do nosso link ENVIE SEU CONTO. Diversos contos de nosso site são retirados de outros sites. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em contato que removeremos imediatamente.
Contos Eróticos BR© 2015 / 2019 - Contos Eróticos BR Todos os direitos reservados.

Online porn video at mobile phone