Dando a bucetinha para o punheteiro da rua


Vizinha gostosa acabou dando a bucetinha

Eu me chamo Sara, e vou contar como acabei dando a bucetinha para o punheteiro que mora na minha rua. O nome dele é Rafael, um cara todo malhadão, jeito de cafajeste, quem já deu pra ele fala muito bem, mas é um cara que nunca quis compromisso com ninguém, então a fama dele não é muita boa por aqui. Quem já transou com esse gostosão e gamou, virou inimiga mortal dele depois que levou um pé na bunda. Eu que já sou vacinada, nunca quis nem amizade com ele.

Eu moro numa casa de andar, ele também, a varanda do quarto dele fica em frente à minha casa, e quando ele começou a ficar interessado em mim e viu que não dei corda, ele começou a desfilar pelo quarto de cueca para me provocar. Eu no começo sentia nojinho dele, achava ele um macho escroto, mas com o tempo comecei a levar numa boa, achar ele patético de um jeito que quando ele tava andando de cueca, eu ficava até sentada na minha varanda tarde da noite lendo alguma coisa, e ele ficava lá do outro lado mexendo no celular, olhando pra mim e eu fingia que não via, e ele continuava me olhando.

Um dia, esse safado fez como sempre, mas sentou na cadeira fingiu mexer no celular e aí eu vi esse safado tocar uma punheta que começou discreta, depois ele aumentou o ritmo. Fiquei molhadinha, mas fiz de tudo pra não olhar pra ele, mas meu corpo me traiu, não aguentei, dei uma olhadinha. Quando ele me olhou diretamente, fiz a ofendida e entrei no meu quarto. Deitei na cama e não consegui parar de pensar naquela cena. Tava escuro mas deu pra ver direitinho o pau dele, bem grossinho e grande, de um tamanho delicioso, que caberia direitinho na minha bucetinha e na minha boca. Foi isso que pensei durante a noite, aí precisei aliviar meu tesão, deitei, tirei minha roupa e comecei a me acariciar, passei as mãos pelos meus seios, fui descendo para minha barriga e cheguei na minha bucetinha e senti molhada pra caralho.

Comecei a me masturbar, fiz movimentos circulares no meu grelinho, imaginei aquela língua dele roçando nele, e o seu pau esfregando a cabecinha na minha entrada. Que delícia de fantasia! introduzi dois dedos na minha fenda quente e molhada, comecei a me masturbar um vai e vem bem gostoso, sentindo um tesão absurdo. Aquele safado virou minha nova obsessão, eu senti um desejo enorme por ele, e depois de um orgasmo intenso, acabei pegando no sono, bem relaxadinha e pronta para o dia seguinte. Assim que saí de casa para o trabalho dei de cara com ele ligando a moto pra provavelmente ir para o trabalho dele. Ele me deu um bom dia bem safado, respondi seca, não queria que ele espalhasse coisas sobre mim.

A noite cheguei, fui relaxar na varanda lendo um livro, era só desculpa para encontrar com ele. Poucos minutos depois ele apareceu, mas para minha surpresa, ele tinha acabado de sair do banho e tava de toalha. A toalha branca deixava seu pau todo marcado. Nem preciso comentar do tesão instantâneo que me deu, minha bucetinha latejou, ficou dolorida, tudo fruto do tesão que eu tava sentindo mais uma vez por esse cara. Ele entrou no quarto e depois saiu de novo na varanda, dessa vez ele saiu completamente nu e pude ver melhor seu corpo. Ele tem um pau lindo, um sacão enorme e uma bunda perfeita, sem falar naquele abdome todo trincado. Ele sentou e começou a se masturbar, dessa vez eu não entrei, eu tava excitada demais. Quando vi aquele safado com o pau na mão se masturbando, eu fiquei olhando mesmo, era isso que ele queria, né?

Eu então afastei minhas pernas devagar, posicionei a cadeira de frente pra ele, abri bem minhas perninhas, afastei a calcinha e comecei a me masturbar também junto com ele, passei os dedos pela minha buceta encharcada, lambi e olhei com cara de safada pra ele, e o safado ficou louco de tesão, ficou me olhando e aumentou o ritmo da punheta, a gente se perdeu ali batendo uma e logo eu gozei bem gostoso. Meu gozo facilitou o dele, o safado se masturbou bem mais rápido e acabou gozando também. Quando ele gozou eu entrei, mas para minha surpresa recebi uma mensagem dele, dizendo que tinha conseguido meu número e perguntando se eu não queria encontrar com ele naquela hora.

Fiquei super nervosa, minha razão dizia pra eu não ir, mas a gente não costuma ser racional quando tá com tesão né? então fiquei muito dividida. Ele mandou uma foto da pica dele dura de novo e dessa vez salivei, vi ela muito mais nítida, uma delícia! Ele perguntou se eu não queria ir lá, que eu tinha deitado ele duro de novo. Então eu saí de casa igual uma doida, atravessei a rua do condomínio de casas onde a gente mora e fui até a casa dele. As luzes estavam apagadas, os pais dele dormindo e a gente teve que subir até o quarto dele no maior silêncio. Quando a gente chegou no quarto dele, não tinha porque conversar, a gente já começou a se agarrar bem gostoso. Provei aquela boca dele que eu tava fantasiando nos últimos dias, e senti a pegada gostosa desse macho. Ele apertou minha bunda e chupou meus peitos de um jeito que me deixou louca de tesão.

Ele foi bruto, só tirou minha roupa inteira, quase rasgando meu baby doll, me botou de quatro puxando pelos cabelos. Ele tava me tratando como uma puta e eu tava adorando aquilo, tava me sentindo uma piranha. Ele começou a acariciar e me beijar inteirinha, eu rebolei quando senti as mãos dele apertando minha bunda e abrindo as bandinhas pra poder chupar meu cu. Que tesão eu senti, gemi baixinho mas tava louca pra gritar, delirei de prazer, rebolei, pedi mais, falei um monte de putaria com ele, senti a língua dele me invadir no cuzinho e na minha bucetinha. Seu cu passava da minha buceta para o meu cu e me arrancava gemidos e arrepios.

Sem aguentar mais ele botou a rola pra fora e mandou eu chupar. Eu era a cadelinha dele, obedecia tudo, ele pedia e eu fazia. O safado sabe direitinho como convencer uma mulher a fazer o que ele quer. Engoli aquele pauzão gostoso, chupei suas bolas, senti muito desejo fazendo isso. Ao mesmo tempo em que mamava ele, comecei a tocar uma siririca, minha buceta tava doendo de tesão, não ia aguentar, precisava sentir aquela pica dentro de mim. Quase que implorando pedi pra ele me comer. Ele sorriu com a maior cara de safado, me colocou mais empinadinha ainda e encaixou sua vara na minha buceta, iniciando um vai e vem gostoso, rápido, violento, as bolas dele batiam com força no meu corpo, ele queria me deixar arrombada e dolorida. O safado puxava meus cabelos, me xingava baixinho com a voz grossa e sedutora e urrava me comendo bem gostoso com força.

O pau dele tava super melado, escorregava gostoso, minha buceta dolorida de tesão e de tanto levar pica, Ele tirou o pau escorregou para o meu cuzinho e a gente fez um anal gostoso. Uma mão dele puxava meus cabelos, a outra me pegava pela cintura, batia na minha bunda e agarrava meus peitos. Eu não aguentava mais, acabei gozando no pau dele com ele metendo sem parar. Ele ainda aguentou muito tempo, mas na vez dele gozar, ele botou aquele pau pra fora e gozou em cima dos meus peitinhos rosados. Nossa, foi uma rapidinha, mas fiquei exausta. O homem tem uma pegada gostosa mesmo. Como eu já sei que ele é safado, nunca quis nada mais sério, mas a gente continua até hoje com as nossas brincadeirinhas safadas.

Posts relacionados

Chupando o pau do policial Chupando o pau do policial
Conto de Fetiche: Chupando o pau do policial Chupando o pau do policial. Me chamo Maria (nome fictício) tenho 28 anos, sou morena clara, cabelos castanhos ondulados e tenho um corpo...
Leia completo
Minha sogra tava doida pra dar pra mim Minha sogra tava doida pra dar pra mim
Conto de Coroas: Minha sogra tava doida pra dar pra mim Minha sogra é muito gostosa no alto dos seus 50 anos, é um mulherão e mesmo parecendo ser filho da puta dizendo isso, ela tá...
Leia completo
Fodendo com dois desconhecidos Fodendo com dois desconhecidos
Conto de Fetiche: Fodendo com dois desconhecidos Fodendo com dois desconhecidos. Oi gente! Meu nome é Sara, tenho 21 aninhos e sou muito safada. Minha vida sexual é bastante ativa e...
Leia completo
Comendo minha vizinha no elevador Comendo minha vizinha no elevador
Conto de Fetiche: Comendo minha vizinha no elevador Eu moro em um prédio antigo do centro da cidade e tenho uma vizinha gostosa de uns 30 anos que tem fama de putona aqui no condomínio,...
Leia completo
Sobre
O melhor site de Contos Eróticos da internet. Um enorme acervo com diversos temas: porno, sexo, incesto, traição, vizinha, emprega e muito mais! Caso tenha alguma contribuição, nos envie seu conto através do nosso link ENVIE SEU CONTO. Diversos contos de nosso site são retirados de outros sites. Qualquer conteúdo ofensivo, por favor entre em contato que removeremos imediatamente.
Contos Eróticos BR© 2015 / 2019 - Contos Eróticos BR Todos os direitos reservados.

Online porn video at mobile phone


contos ertoicoscontos sexuaiscontos eroticos vizinhaconto erotico velhocontos eroticos de velhoscontos de virgenscontos eróticos animadoscontos eroticpscontos eroticos viuvacontoeeoticocontos eroticos com enteadaconto pornocontos porno grátiscontos eroticos mãeconto pornocontos eróticos tio e sobrinhaconto erotico vizinhacontos eroticos analcontos reais de incestosrelatos eroticos gayconto erótico professoraminha empregada gostosasite contos eroticoswww.contoseróticoscont erotfamilia sacana praia de nudismo parte 2conto cornoredtube contosmeu marido cornoporno contoscontos pornôscontos eróticosincestoconto erotico lesbicame come papaicomi a tiacontos eroticos ubercontoeróticossexo contosfamilia sacana praia de nudismocontos eroticos tio e sobrinhacontos de sexo com a empregadavirei cornocontos eróticos lésbicacontos eroticos perdendo a virgindadecontos heroticos gaycontos eróticos putinhaconto erotico mae e filhocontos eróticos novinhocontos erotocoscontos incestoscontos eróticos padrastocontos eroticos na praiacontos sexualcontos eróticos troca de casaiscontos incesto pai e filhaconto erotico animadocontos eroticos cornocontos eróticos masturbaçãocontos eroticos no onibuscontos eroticos escritosrelatos de sexowww.contoseroticos.com.brcomendo minha maecontos eróticos desenhoscontos eroticos papaicontos eróticos professorconto erotico siriricacontos incestos reaiscontos eróticos de sexocontoseroticosbrcontos eroticos em desenhocon tos eroticoscontos de incestocontos eroticos no onibuscontos insestodei pro meu cunhadocontos eroticos com padrastoconto erótico paicontos eroticos animadoerotico contosfamília sacana torrentcontos eroticos travesticontos eroticos gay primeira vezver contos eroticoscontos eroticos vizinhocontos eroticosafamilia favela pdfconto erotico paicontosincestoscontos eróticos praiacontos eróticos lesbicocontos de analconto erótico para mulheresconto de traicaocontos de empregadasconto erotico de incesto