ph1cto41082

Neste conto, Irmão no banheiro, irei contar algo bem inusitado! Olá para todos, como sabem chamo-me Nattã, tenho 18 anos e sou técnico em enfermagem. Como já contei antes, moro e trabalho com meu irmão Ricardo. Aliás, relatei nossa primeira vez, agora contarei a vocês nossa transa no banheiro na emissora.
Nos dias 10,11,12 e 13 de dezembro, o Rio de Janeiro teve a pior chuva do ano. Muitos lugares ficaram alagados e a rede de televisão que meu irmão trabalha fica numa parte baixa do bairro da Lagoa. Ficamos ilhados na emissora por um dia. Chegamos para trabalhar as 6:00 hrs, eu saio as 13:00 pois tenho que ir pra faculdade, mas nesse dia nem teve aula (rs). Meu irmão é responsável pela redação dos dois jornais locais aqui do Rio. E sua equipe teve que ir as ruas para mostrar a situação no Rio de Janeiro. Graças a Deus eu não fui pra rua também, eu e ele ficamos para aprontar as matérias que iam ao ar no jornal de 12:00.
Para resumir, o meu turno tinha abacado e eu ia tentar sair da emissora mas não tinha como, então fiquei com meu irmão lá até a hora dele sair. Ajudei ele nas reportagens do jornal das 19:00, e fiquei o tempo todo na sala dele com ele. Até que de tarde, meu irmão começa a me provocar, apertando o pau pela calça e deixando ele duro. Ricardo dizia que passar mais tempo comigo dava tesão a ele. Depois de muita provocação, fui ao banheiro para mijar e escovar os dentes. Quando terminei de escovar os dentes e fui mijar, Ricardo chegou e ficou no mictório ao meu lado, ele já estava com o pau duro que nem pedra. Ele ficou lá, de pau duro me olhando e mordendo os lábios. Disse a ele que não faria nada lá, pois não queria ser pego em flagra e ele me disse:
– Vem logo, tem ninguém nessa hora aqui, só vai ter gente lá pras 18:00, tem tempo.
– Não, Ricardo. Vai que o diretor chega aí e me vê te chupando?
– Por favor! Só me beija então?
– Tá, só vou te beijar.
Ficamos nos beijando e sempre de olho na porta do banheiro. Os beijos estavam ficando mais quentes, e Ricardo passava a mão da minha bunda e apertava.
Meu pau estava quase rasgado a cueca, até que finalmente cedi e chupei o pau dele.
Ele estava louco, e a sensação de estarmos no banheiro da emissora nos dava mais tesão ainda. Meu irmão se segurava para não gozar, até que ele me pede para irmos ao reservado, e fomos.
Chegando lá, tirei minha calça e cueca, Ricardo fez um cunete delicioso em mim, fui à loucura e quase gozei.
Ele senta e pede para que eu sente no colo dele, fiz isso e comecei a cavalgar gostoso no colo dele, estávamos nos segurando para não gritar. Ricardo batia punheta para mim e me beijava.Gozamos juntos, eu em sua mão e ele em meu rabo.
Quando ele gozou, tirou logo seu pau de mim e guardou na calça, fui vestindo minha cueca e calça, ele pede para eu soltar a porra dele na língua dele, e fiz isso.
Ele se deliciava com seu mel, depois nos beijamos e saímos do banheiro.
Ninguém deu falta de nós por aqueles minutos. A chuva parou e fomos para casa, e transamos mais uma vez, lembrando do que fizemos no banheiro. Foi uma delícia.
Espero que gostem!

Categorias:

Gay, Incesto, Masculino